Loading...

Queria apenas seus óculos escuros. Talvez pra esquecer tanta ansiedade guardada que chega a pesar, sólida. Alguma vez relembra de que precisa mais do que isso. E ao mesmo tempo, esquece suas necessidades.
O campo está minado, a vida tem dessas coisas. Desde quando arrependimentos nos trazem algum sabor de poesia líquida? Deve ser como naqueles dias de cores latejantes, fracassos roucos e pitadas de nostalgia. As ondas de glórias arrepiam a espinha da alma e fazem jorrar absurdos, coisas nunca antes vistas, nunca antes tocadas, mas que precisam do seu corpo pra brilhar, pra se fazerem absolutas, dentro dessa medida padrão.
Vivo do calor então, esqueço do frio e me afogo em taças de vinho. Champagne. Lembro do passado como se conseguisse tocá-lo, mas entre as preces e o fogo existe o infinito, refletindo eclipses all the time.
Coisas e cortes são necessários. Principalmente em algumas vísceras.
Sorte, talvez.

2 comentários:

Denis Jiu jiteiro disse...

Hablado e apoiado! :*

L i s e M a r i a n e disse...

olha, deve ter sido o eclipse solar de hoje que te deixou nostalgica.rs ;*

Postar um comentário

Habla!